ORIENTAÇÕES

NOTA TÉCNICA DE ORIENTAÇÃO PARA FUNCIONAMENTO DOS CEMITERIOS DURANTE A CELEBRAÇÃO DO DIA DE FINADOS

CENTRO DE OPERAÇÕES DE EMERGÊNCIAS – COE/MS

Ficam recomendadas medidas de biossegurança para enfrentamento à COVID-19 durante a celebração do Dia de Finados no Estado de Mato Grosso do Sul, as seguintes medidas:

  1. a)  Limitar a ocupação em 50% (cinquenta por cento) da capacidade do cemitério;

  2. b)  Realizar a abertura do cemitério para visitação no sábado e domingo que antecede o Dia de

    Finados, como forma de evitar aglomerações exclusivamente no feriado;

  3. c)  Criar mecanismos de controle de acesso e saída do público de forma que não haja aglomerações no início e no término da visitação ao cemitério. Se possível designar um colaborador utilizando

    máscara para orientações de fluxo, durante os horários de visitação mais intensa.

  4. d)  Realizar o controle de fluxo de pessoas para adentrar ao local, podendo ser criadas barreiras físicas na entrada, quando necessário, ou outro mecanismo de controle de fluxo de pessoas, respeitando o distanciamento social de 1,5metros entre os indivíduos, com demarcações no piso

    para delimitação do espaço físico, especialmente quando houver formação de filas;

  5. e)  Realizar o controle de fluxo de pessoas em diferentes pontos dentro dos cemitérios, de modo a evitar aglomerações em pontos de maior concentração de visitantes, disponibilizando

    funcionários para tal finalidade, caso necessário;

  6. f)  Instalar pontos de descontaminação com álcool em gel 70% na entrada e em pontos estratégicos

    do local;

  7. g)  Intensificar a higienização dos locais de uso comum, sendo que a desinfecção deve ser feita com

    produtos a base de cloro, como o hipoclorito de sódio, álcool liquido a 70 % ou outro produto

    desinfetante, desde que regularizado perante a ANVISA;

  8. h)  Disponibilizar avisos contendo informações acerca da COVID-19 e das medidas de prevenção, por

    meio de cartazes ou painéis explicativos, que devem estar visíveis e distribuídos em pontos

    estratégicos;

  9. i)  É obrigatório o uso de máscaras durante o período de permanência no local, sendo

    preferencialmente de tecido de dupla camada ou TNT (tecido não tecido) confeccionadas conforme a nota informativa no 3/2020-CGCAP/DESF/SAPS/MS, sendo que devem ser seguidas as boas práticas de uso remoção e descarte, assim como higienização adequada das mãos antes e após a remoção, bem como que o uso de máscara deve ser sempre combinado com outras medidas de proteção e higienização conforme orientações gerais de uso de máscaras faciais não profissionais publicado pela ANVISA, em 03/04/2020.

  10. j)  Evitar o contato físico com outras pessoas, mantendo-se a uma distância mínima de 1,5m entre os indivíduos;

  11. k)  Pessoas que apresentem sintomas como febre, tosse e se enquadrem no de grupo de risco para COVID-19, devem evitar a ida aos cemitérios e celebrações religiosas;Avenida do Poeta, Bloco 7 - CEP: 79.031-902 - Campo Grande/MS

           l) Orientar os colaboradores e os visitantes a adotarem a etiqueta e a     higiene respiratória: 1.Cobrir completamente a boca e o nariz com um lenço de papel ou usar o antebraço para cobrir a tosse ou espirro; 2. Evitar o contato físico com superfícies em locais públicos; 3. Evitar tocar a boca e nariz com as mãos, esfregar os olhos e etc;

  1. m)  Higienizar as mãos com frequência (recomenda-se a utilização de álcool 70%, preferencialmente em gel, especialmente após contato físico com superfícies em locais públicos);

  2. n)  Manter os ambientes bem ventilados com janelas e portas abertas, evitando o toque nas maçanetas e fechaduras;

  3. o)  Caso haja equipamentos de uso coletivo, como bebedouros com acionamento manual, recomenda-se que se mantenha dispositivo de papel toalha próximo para que seja evitado contato direto com a superfície. Após o uso, descartar o papel toalha em coletor de resíduos com acionamento sem contato manual e proceder à higienização das mãos;

  4. p)  Para uso de bebedouros de pressão deve observar os seguintes critérios: 1. lacrar as torneiras a jato que permitem a ingestão de água diretamente dos bebedouros, de forma que se evite o contato da boca do usuário com o equipamento; 2. garantir que o usuário não beba água diretamente do bebedouro, para evitar contato da boca com a haste (torneira) do bebedouro; 3. caso não seja possível lacrar ou remover o sistema de torneiras com jato de água, o bebedouro deverá ser substituído por equipamento que possibilite retirada de água apenas em copos descartáveis ou recipientes de uso individual; 4. caso o estabelecimento possua implantado em sua rotina a utilização de utensílios permanentes (canecas, copos, etc.), estes deverão ser de uso exclusivo de cada usuário, devendo ser higienizados rigorosamente; 5. higienizar frequentemente os bebedouros;

  5. q)  Nos sanitários: 1. intensificar a higienização do ambiente; 2. os funcionários devem utilizar luvas de borracha, avental impermeável, calça comprida, máscara e sapato fechado, com a realização da limpeza e desinfecção das luvas utilizadas, reforçando o correto uso das mesmas, não tocando maçanetas, corrimãos, entre outros com as luvas; 3. afixar avisos próximos aos vasos sanitários orientando que a descarga deve ser acionada com a tampa do vaso fechada; 4. instalar dispensadores com álcool 70% ou outro produto, devidamente aprovado pela Anvisa, para higienização de assentos sanitários; 5. recomenda-se que o assento sanitário seja higienizado a cada uso.

  6. r)  Proibir o compartilhamento de objetos e utensílios de uso pessoal e o consumo de bebidas e alimentos no interior do cemitério;

  7. s)  A comercialização de produtos no entorno do cemitério deverá respeitar as normas de posturas locais e demais regras de biossegurança emanadas do poder público;

  8. t)  A permanência de visitantes nos cemitérios deverá ser por curto período de tempo;

As recomendações acima estabelecidas deverão ser observadas sem prejuízo de outras normas e regras de biossegurança estabelecidas pelas autoridades competentes, bem como das normas de saúde e segurança no trabalho.

 

 

O que fazer no caso de falecimento:

Caso você ainda não seja cliente do Cemitério Parque das Primaveras:

• Contactar o escritório do Cemitério Parque das Primaveras pelos telefones:
(67) 3346-2744 ou (67) 3346-2795 para obter informações .

• Comparecer no escritório, na Av. Felinto Müller, 2211 (horário de atendimento: das 7h as 17:30h de segunda a sexta feira e aos sábados e domingos das 7h as 16:00h), para assinatura do contrato, aquisição do jazigo, pagamento, etc.

OBS: Se o falecimento ocorrer de madrugada, entrar em contato pelo telefone (67)3346-2744 ou (67) 3346-2795 no Cemitério Parque das Primaveras (atendimento 24 horas), 
para que as providências sejam tomadas.

Caso você já seja cliente do Cemitério Parque das Primaveras:

• Contactar o escritório do Cemitério Parque das Primaveras pelos telefones:
(67) 3346-2744 ou (67) 3346-2795 (atendimento 24 horas) indicando o nome do titular do jazigo a ser utilizado avisando se o velório será realizado na capela do Cemitério Parque das Primaveras para que as providências sejam tomadas.

• Comparecer no escritório, na Av. Felinto Müller, 2211 (horário de atendimento: das 7h as 17:30h
de segunda a sexta feira e aos sábados e domingos das 7h as 16:00h), para que seja autorizada a abertura do jazigo no mínimo 3 (três) horas antes do horário marcado para o sepultamento. Obs.: Se a pessoa que está cuidando do sepultamento não for o proprietário, é necessário o comparecimento do titular no Cemitério Parque das Primaveras autorizando a abertura do jazigo, no mínimo 3 (três) horas antes da abertura do mesmo.

• Pagamento das taxas de sepultamento e exumação.